Tenente do Exército fez 77 disparos de fuzil em ação que matou músico e catador no Rio

A ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, do Superior Tribunal Militar (STM), revelou, durante julgamento de habeas corpus para os nove militares do Exército que dispararam 83 tiros de fuzil contra um carro em Guadalupe, matando o músico Evaldo Rosa e o catador de papel Luciano Macedo, revelou que o tenente Ítalo Romualdo, que comandava a tropa, atirou 77 vezes na ação

Tenente do Exército fez 77 disparos de fuzil em ação que matou músico e catador no Rio
Tenente do Exército fez 77 disparos de fuzil em ação que matou músico e catador no Rio

247 - Um tenente do Exército foi responsável por disparar 77 dos 83 tiros que atingiram o carro de uma família em Guadalupe, no Rio de Janeiro, no mês passado, matando o músico Evaldo Rosa e o catador de papel Luciano Macedo. Atualmente, nove militares estão presos acusados de terem cometido os assassinatos. 

A revelação sobre o tenente Ítalo Romualdo, que comandava a tropa, foi feito pela ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, do Superior Tribunal Militar (STM), durante julgamento de habeas corpus para os nove militares, de acordo com reportagem de Jaílton de Carvalho e Rafael Soares, do Globo. 

"De acordo com um laudo pericial, elaborado pelo Exército e lido pela ministra, os nove militares, que atualmente estão presos, fizeram mais de 200 disparos com fuzis no dia das mortes. Desse total, 83 atingiram o carro onde estavam Evaldo e sua família. Eles iam para um chá de bebê quando foram atingidos", informa a reportagem.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247