Teori transfere ex-advogado de Cerveró para presídio no Rio

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta (27) a transferência do advogado Edson Ribeiro para o presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro; Ribeiro é ex-advogado do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró; na mesma decisão, o ministro negou pedido de liberdade feito pela defesa  

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta (27) a transferência do advogado Edson Ribeiro para o presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro; Ribeiro é ex-advogado do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró; na mesma decisão, o ministro negou pedido de liberdade feito pela defesa
 
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta (27) a transferência do advogado Edson Ribeiro para o presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro; Ribeiro é ex-advogado do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró; na mesma decisão, o ministro negou pedido de liberdade feito pela defesa   (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

André Richter - Repórter da Agência Brasil


O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (27) a transferência do advogado Edson Ribeiro para o presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro. Ribeiro é ex-advogado do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró. Na mesma decisão, o ministro negou pedido de liberdade feito pela defesa.

Ribeiro foi preso hoje (27) de manhã ao desembarcar no Aeroporto do Galeão, num voo procedente de Miami, nos Estados Unidos. Ele está preso na sede da Polícia Federal (PF), na zona portuária do Rio. O advogado estava com prisão decretada por Zavascki desde terça-feira (24).

Edson Ribeiro é investigado na fase da Operação Lava Jato que prendeu também o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), o banqueiro André Esteves, dono do Banco BTG Factual, e o chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira.

De acordo com pedido de prisão da Procuradoria-Geral da República, encaminhado ao STF, Edson Ribeiro participou das negociações em que o senador Delcídio do Amaral tentou impedir que Cerveró firmasse um acordo de colaboração com o Ministério Público Federal, no âmbito da Operação Lava Jato.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247