Tereza Cruvinel: Lula pressente que o tempo da liberdade está chegando

A jornalista Tereza Cruvinel considera que a defesa do ex-presidente Lula aposta em duas vias no STF: A parcialidade de Moro ou a apreciação da questão das prisões em segunda instância. Tereza Cruvivel terá um programa todas as manhãs, às 9h, na TV 247

(Foto: Reprodução | Felipe Gonçalves/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jornalista Tereza Cruvinel observa os trâmites jurídicos envolvendo a prisão arbitrária de Lula e considera que a defesa do ex-presidente aposta em duas vias no STF: A parcialidade de Sergio Moro na condução de seu processo ou a apreciação da questão das prisões em segunda instância. 

“O Lula está preso por condenação em segunda instância e pode ser que se restabeleça o que prega a Constituição: que a pessoa só deverá ser presa quando se esgotarem todas as fontes de recursos”, elucida a jornalista.

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) prevê retomar nesta quarta-feira (2) o julgamento de um processo que pode anular sentenças da Lava Jato. 

Ela considera que  STF está com medo das manifestações bolsonaristas que pregam que a Suprema Corte irá ‘premiar corruptos’, mas que a corte não pode se “acovardar”. 

A jornalista aposta que irá prevalecer a proposta do ministro Alexandre de Moraes. “A  proposta do ministro é a seguinte: Só serão anuladas as sentenças daqueles réus que lá na primeira instância contestaram”

Cruvinel diz que a proposta não é correta. “Se é direito, mesmo tendo reclamado ou não, o fato de eu não ter reclamado não tira o meu direito”, defende.

No que envolve o processo do Lula, Cruvinel explica que tal votação no STF poderá alterar o processo envolvendo o sítio de Atibaia, mas não o processo do Tripléx do Guarujá, tendo em vista que Lula já cumpriu ⅙ da pena.

Globo

Ela revela que a Globo faz oposição a Lula porque está fechada com o lavajatismo. “Mas segue em oposição a Bolsonaro”, aponta. 

“Quem explica isso é o marxismo. Lula representa o oposto das classes dominantes do Brasil”, esclarece. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247