"Texto da Folha é carente de base filosófica e estudos científicos", diz advogado Júlio César Santos

Advogado comentou artigo em defesa do “racismo reverso” publicado no jornal no último domingo e que causou grande repercussão negativa

www.brasil247.com - Júlio César Santos
Júlio César Santos (Foto: Reprodução)


247 - A Folha de S. Paulo publicou no último domingo (16) um artigo do antropólogo Antonio Risério com o título "Racismo de negros contra brancos ganha força com identitarismo". A “tese” se sustenta no argumento de que negros praticam racismo contra brancos. Acusa ainda a esquerda, o movimento negro e a imprensa de reproduzir um "projeto supremacista", cujas vítimas seriam os não-negros. O advogado Júlio César Santos, professor, mestre e doutorando em Direito Político e diretor do Instituto Luiz Gama falou sobre o acontecimento na TV 247.

“Por que é interessante para os defensores do ‘racismo reverso’ que essa configuração exista? Se consegue criar a ideologia de que o racismo pode ser praticado pelos negros. Se consegue criar um corpo que combate aqueles e aquelas que lutam contra o processo ideológico da escravidão, que lutam contra a cultura dos privilégios, num momento que estamos experimentando cada vez mais como é necessário manter os privilégios de classe”, explicou Santos. 

Segundo ele, a tese foi argumentada de forma desestruturada e sem nenhuma base. Para Santos, o texto é carente de base filosófica e estudos científicos. “Nos dias atuais não é preciso ter base de apoio para ter pessoas que seguem aquilo que faz. Basta dizer aquilo que agrada”, afirmou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email