The Economist prevê catástrofe se não houver reforma da previdência

Matéria publicada originalmente na revista The Economist e reproduzida pelo jornal O Estado de S.Paulo, prevê que o Brasil vai quebrar se não fizer a reforma da previdência. "O país está perigosamente despreparado para o choque [do envelhecimento da população]", diz um trecho do texto

The Economist prevê catástrofe se não houver reforma da previdência
The Economist prevê catástrofe se não houver reforma da previdência

247 - Matéria publicada originalmente na revista The Economist e reproduzida pelo jornal O Estado de S.Paulo, prevê que o Brasil vai quebrar se não fizer a reforma da previdência. "O país está perigosamente despreparado para o choque [do envelhecimento da população]", diz um trecho do texto.

The Economist argumenta ainda que "o envelhecimento da população mostra que o sistema é insustentável. Havia oito trabalhadores para cada aposentado em 2000. Até 2060 haverá apenas dois, diz Paulo Tafner, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, um centro de estudos ligado ao governo. O governo gasta 12% do PIB sobre as pensões, em comparação com uma média de 8% nos países ricos da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)".

As aposentadorias desempenharam um papel importante no sentido de empurrar o coeficiente da dívida pública para o PIB, de 52% no final de 2013, para 74%. Sem reforma, pode superar em breve os 90%. Um congelamento de dez anos nos gastos federais em 2016 desacelerou o aumento da dívida. Mas, à medida que as aposentadorias continuaram a inchar, exacerbaram o aperto sobre os serviços públicos e o investimento em infraestrutura

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247