Thiago Amparo: “Que em 2022, Bolsonaro encerre o ano perdedor nas eleições e preso na Justiça”

Para advogado, Procuradoria Geral e Congresso falharam em investigar Bolsonaro em 2021

www.brasil247.com - Thiago Amparo
Thiago Amparo (Foto: Reprodução)


247 - Em coluna publicada nesta quinta-feira (30) na Folha de S. Paulo, o advogado e professor de direito Thiago Amparo declarou desejar que em 2022, Bolsonaro e seus aliados encerrem o ano perdedores, nas eleições, e presos, na Justiça. “A resolução para o próximo ano deste país deve ser para que isso ocorra. E que se vá, vá mesmo!”, completou Amparo. 

O advogado criticou a postura da Procuradoria Geral da República e do Congresso Nacional na falta de investigações sobre possíveis crimes cometidos por Bolsonaro.

Para ele, Bolsonaro poderia ter sido preso “se a Procuradoria-Geral da República descesse do poste de onde assiste a tudo e se o Congresso parasse de monetizar vidas em bilhões para autorizar investigação”. 

Ao longo do texto, ele relembrou situações em que Bolsonaro banalizou a pandemia, recomendou o uso de cloroquina, foi contra a vacinação em crianças, ameaçou não realizar próximas eleições e figurou suspeitas de envolvimento em um possível esquema de corrupção na compra de vacinas e em uma possível interferência do Executivo no Enem.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247