Toffoli admite conversa com Delcídio: 'mas só sobre reforma política'

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, admitiu que teve encontros com o senador Delcídio do Amaral (PT), preso nesta quarta (25), mas disse que as conversas tiveram como tema a reforma política; Toffoli negou que tivesse conversado com Delcídio sobre qualquer assunto ligado ao recurso do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no STF, ao contrário do que foi afirmado pelo senador ao filho de Cerveró, Bernardo; "Sobre esse tema, ele nunca conversou comigo, nunca tratou desse tema com a minha pessoa e com nenhum dos colegas. Ficamos chocados com esse tipo de declaração", disse

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, admitiu que teve encontros com o senador Delcídio do Amaral (PT), preso nesta quarta (25), mas disse que as conversas tiveram como tema a reforma política; Toffoli negou que tivesse conversado com Delcídio sobre qualquer assunto ligado ao recurso do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no STF, ao contrário do que foi afirmado pelo senador ao filho de Cerveró, Bernardo; "Sobre esse tema, ele nunca conversou comigo, nunca tratou desse tema com a minha pessoa e com nenhum dos colegas. Ficamos chocados com esse tipo de declaração", disse
O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, admitiu que teve encontros com o senador Delcídio do Amaral (PT), preso nesta quarta (25), mas disse que as conversas tiveram como tema a reforma política; Toffoli negou que tivesse conversado com Delcídio sobre qualquer assunto ligado ao recurso do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no STF, ao contrário do que foi afirmado pelo senador ao filho de Cerveró, Bernardo; "Sobre esse tema, ele nunca conversou comigo, nunca tratou desse tema com a minha pessoa e com nenhum dos colegas. Ficamos chocados com esse tipo de declaração", disse (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, admitiu que teve encontros com o senador Delcídio do Amaral (PT), preso nesta quarta (25), mas disse que as conversas tiveram como tema a reforma política.

Toffoli negou que tivesse conversado com Delcídio sobre qualquer assunto ligado ao recurso do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no STF, ao contrário do que foi afirmado pelo senador ao filho de Cerveró, Bernardo. "Sobre esse tema [recurso de Cerveró] ele nunca conversou comigo, nunca tratou desse tema com a minha pessoa e com nenhum dos colegas. Ficamos chocados com esse tipo de declaração", disse Toffoli.

Indagado porém se teve encontros com o senador, o ministro respondeu: "Sim, fui várias vezes tratar de reforma política no Senado, na Câmara, em audiências públicas. Isso faz parte do dia a dia de um juiz. O que é importante ficar claro é que um juiz é talhado e tem as defesas da inamovibilidade [garantia de não ser transferido] e da vitaliciedade [garantia de cargo vitalício] exatamente para ser independente".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email