Toffoli determina investigação sobre perseguição a Gilmar

Presidente do STF, ministro Dias Toffoli, determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue a suposta perseguição contra o também ministro da Corte Gilmar Mendes por fiscais da Receita Federal; em entrevista à revista Época, Mendes disse ser vítima de perseguição e afirmou, ainda, que pelo menos um outro membro do STF estaria sendo alvo de chantagem; 

Toffoli determina investigação sobre perseguição a Gilmar
Toffoli determina investigação sobre perseguição a Gilmar (Foto: STF)

247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue a suposta perseguição contra o também ministro da Corte Gilmar Mendes por fiscais da Receita Federal. Em entrevista à revista Época, Mendes disse ser vítima de perseguição e afirmou, ainda que pelo menos um outro membro do STF estaria sendo alvo de chantagem (Leia mais no Brasil 247).

No ofício enviado à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, Toffoli pede que sejam adotadas as "providências cabíveis" para apurar a responsabilidade sobre as denúncias feitas por Gilmar Mendes. Na entrevista, Mendes afirmou que havia solicitado a Toffoli que determinasse uma investigação sobre o caso.

Mendes disse, ainda que está em curso "a desinstitucionalização da Receita", e falou que suspeita da existência de grupos que abusam da autoridade para conseguir vantagens indevidas, provar teses inexistentes ou mesmo praticar extorsão.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247