Toffoli: ‘Não se constrói democracia atirando-se pedras’

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, manifestou sua posição após a coluna de Bernardo Mello Franco publicar um comentário de um ministro do STF, que pediu para não ser identificado: "Se depois disso (julgamento sobre caixa dois e corrupção), a gente ainda derrubar a prisão em segunda instância, vão depredar o prédio do Supremo. E eu sou capaz de sair para jogar pedra também"

Toffoli: ‘Não se constrói democracia atirando-se pedras’
Toffoli: ‘Não se constrói democracia atirando-se pedras’ (Foto: Marcelo Camargo - ABR)

247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, afirmou que "não se constrói democracia atirando-se pedras", e classificou de irresponsáveis os interessados em tumultuar o funcionamento das instituições.

O ministro enviou ao jornal O Globo, após a coluna de Bernardo Mello Franco publicar um comentário de um ministro do STF, que pediu para não ser identificado: "Se depois disso (julgamento sobre caixa dois e corrupção), a gente ainda derrubar a prisão em segunda instância, vão depredar o prédio do Supremo. E eu sou capaz de sair para jogar pedra também".

Confira a nota do presidente do STF enviada ao jornal.

"A frase atribuída pelo colunista Bernardo Mello Franco a um ministro do STF, em sua coluna de hoje, inexiste. Nunca foi dita por nenhum dos 11 integrantes da corte, como atesta a presente nota. Ela inexiste não apenas pela frivolidade de seus termos, mas, principalmente, pela irresponsabilidade de seu conteúdo. Democracia não se constrói atirando-se pedras nem por meio de "offs" de terceiros irresponsáveis, interessados, certamente, em tumultuar o bom funcionamento das instituições".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247