Tossindo e com caixa de cloroquina à mesa, Bolsonaro reclama de decisão do Facebook em live: 'perseguição'

Depois de ter contas associadas ao gabinete do ódio banidas do Facebook, Bolsonaro afirmou que é alvo de perseguição e que a retirada do ar de páginas 'sobrou' para quem o apoia. Tossindo muito em sua live semanal e com uma caixa de cloroquina na mesa, o ex-capitão negou que tenha contratado impulsionamento de mensagens na campanha presidencial

Tossindo, Bolsonaro reclama de perseguição
Tossindo, Bolsonaro reclama de perseguição (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua live semanal, Jair Bolsonaro afirmou que é vítima de perseguição por parte do Facebook. Ele disse: “vemos que o Facebook derrubou páginas em todo o mundo. No Brasil, sobrou pra quem está do meu lado, pra quem é simpático à minha pessoa. A esquerda fica posando de moralista, mas olha aqui, blog me associando ao nazismo. Bolsonaro decapitado. Ninguém fala em derrubar essas páginas.”

A reportagem do jornal O Globo destaca que “no entanto, também foram suspensas dez contas do PT  no WhatsApp por violarem os termos de serviço do aplicativo e estarem operando de forma automatizada. O bloqueio aconteceu no dia 25 de junho e até agora elas seguem inoperantes.”

A matéria ainda sublinha que “o presidente  disse que, na campanha, não mentiu sobre a esquerda. Ele atacou partidos opositores ao lembrar do mensalão, da Lava-Jato e da quantidade de dinheiro público desviada em governos anteriores. Na mesma live, o presidente lamentou que o Facebook tenha retirado do ar páginas de apoiadores.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email