Tráfico de cocaína explode no país

Entre novembro e o início de dezembro, seis toneladas de cocaína foram apreendidas em operações no Porto de Santos. Já são 26,31 toneladas da droga que chegariam ou sairiam do país em 2019. Em Paranaguá, o valor da droga apreendida supera o de exportação de carros. Em janeiro de 2019, 39 quilos de cocaína foram apreendidos no avião de Jair Bolsonaro.

(Foto: Divulgação/Guarda Civil da Espanha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Entre novembro e o início de dezembro, seis toneladas de cocaína foram apreendidas em operações no Porto de Santos. Já são 26,31 toneladas da droga que chegariam ou sairiam do país em 2019. Em Paranaguá, o valor da droga apreendida supera o de exportação de carros. Em janeiro de 2019, 39 quilos de cocaína foram apreendidos no avião de Jair Bolsonaro.  

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o cenário se repete no Paraná, onde foram apreendidas cerca de 15 toneladas da droga neste ano no porto de Paranaguá, número três vezes maior que o total do ano passado. Para tentar despistar a fiscalização, traficantes infiltram a droga em contêineres sem conhecimento do exportador em meio às mais variadas cargas, como café em grãos, açúcar cristal, peças de automóvel, carne congelada, papel e até mesmo escavadeira hidráulica."

A matéria ainda acrescenta que "os traficantes atuavam a partir da Bolívia, de onde traziam 1,5 tonelada da droga por mês —entrava por Mato Grosso do Sul e chegava a São Paulo—, dos quais 85%, ou quase 1,3 tonelada, tinha países europeus como destinos, via Santos."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247