TRF4 nega novo pedido de Lula por suspeição de Moro

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou nesta quarta-feira, por unanimidade, um pedido de exceção de suspeição contra o juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, movido pela defesa do ex-presidente Lula; os advogados alegaram que o magistrado teria perdido a imparcialidade para julgar a ação penal Nº 5021365-32.2017.4.04.7000 e se tornado suspeito em razão de atos praticados nos processos contra Lula

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou nesta quarta-feira, por unanimidade, um pedido de exceção de suspeição contra o juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, movido pela defesa do ex-presidente Lula; os advogados alegaram que o magistrado teria perdido a imparcialidade para julgar a ação penal Nº 5021365-32.2017.4.04.7000 e se tornado suspeito em razão de atos praticados nos processos contra Lula
A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou nesta quarta-feira, por unanimidade, um pedido de exceção de suspeição contra o juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, movido pela defesa do ex-presidente Lula; os advogados alegaram que o magistrado teria perdido a imparcialidade para julgar a ação penal Nº 5021365-32.2017.4.04.7000 e se tornado suspeito em razão de atos praticados nos processos contra Lula (Foto: Romulo Faro)

247 - A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou nesta quarta-feira (31), por unanimidade, um pedido de exceção de suspeição contra o juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, movido pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva.

Os advogados alegaram que o magistrado teria perdido a imparcialidade para julgar a ação penal Nº 5021365-32.2017.4.04.7000 e se tornado suspeito em razão de atos praticados nos processos contra o ex-presidente.

De acordo com o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos recursos da Operação Lava Jato no tribunal, as questões apresentadas e que atestariam a quebra de imparcialidade do juiz já foram exaustivamente analisadas pela 8ª Turma em outras ações semelhantes propostas pela defesa do ex-presidente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247