Tribunal de Contas da União critica contratação de militares para reduzir fila do INSS

A contratação de militares da reserva para reduzir a fila do INSS proposta pelo governo Bolsonaro é criticada pelo Tribunal de Contas da União

(Foto: Antônio Cruz / ABr (20.05.2011))

247 - O Tribunal de Contas da União, órgão, que exerce a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e  indireta e auxilia o Congresso Nacional no planejamento fiscal e orçamentário anual, avalia que é necessário abrir seleção pública para o recrutamento, que poderia convocar até aposentados do INSS.  

A informação é do Painel da Folha de S.Paulo.

O governo Bolsonaro anunciou na última terça-feira (14) a contratação de militares da reserva como medida para enfrentar o caos que o próprio governo criou e assim tentar reduzir o atraso na análise de pedidos de aposentadorias e benefícios.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247