Troca de e-mails de banco suíço confirma cartão para Aloysio Nunes

O pedido para a emissão de um cartão de crédito para o ex-chanceler Aloysio Nunes, solicitado pelo ex-diretor da Dersa e operador do PSDB Paulo Vieira de Souza, foi confirmado através de e-mails trocados entre funcionários do banco suíço Bordier & Colie. Segundo as mensagens, a "pedido do cliente", o cartão seria carregado com 10 mil euros e encaminhado a Aloysio, apesar do nome do ex-ministro tucano não constar no cartão.

Troca de e-mails de banco suíço confirma cartão para Aloysio Nunes
Troca de e-mails de banco suíço confirma cartão para Aloysio Nunes (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

247 - O pedido para a emissão de um cartão de crédito para o ex-chanceler Aloysio Nunes, solicitado pelo ex-diretor da Dersa e operador do PSDB Paulo Vieira de Souza, foi confirmado através de e-mails trocados entre funcionários do banco suíço Bordier & Colie. Segundo as mensagens, a "pedido do cliente", o cartão seria carregado com 10 mil euros e encaminhado a Aloysio, apesar do nome do ex-ministro tucano não constar no cartão. (leia mais no Brasil 247)

De acordo como blog do jornalista Fausto Macedo, do Estado de S. Paulo, as mensagens de e-mails integram o conjunto de documentos enviados por bancos suíços à força-tarefa da Operação Lava Jato. Paul Vieira, o Paulo Preto, foi preso na operação Ad Infinitum, 60ª fase da Lava Jato.

Segundo os documentos, Paulo Vieira chegou a possuir R$ 130 milhões em contas na Suíça por meio da offshore do Grupo Nantes. A conta teria abastecido campanhas políticas do PSDB, além do repasse de propinas para integrantes do partido.

Além do cartão para Aloysio, os investigadores tentam descobrir se outros políticos podem ter sido beneficiados com a emissão outros 11 cartões emitidos por instituições financeiras suíças.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247