TSE nega pedido para remover propaganda que chama Bolsonaro de 'tchutchuca'

Ministro aponta que ‘o texto da mensagem reproduzida está mais próximo do legítimo exercício de crítica, ainda que ácida e dura’

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Agência Brasil)


Carta Capital - O ministro do Tribunal Superior Eleitoral Paulo Sanseverino negou, nesta quarta-feira 28, o pedido da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) para suspender uma propaganda eleitoral do PT que chama o ex-capitão de “tchutchuca” e “mau militar”.

Na decisão, divulgada pelo jornal O Globo, o magistrado aponta que “o texto da mensagem [do PT] reproduzida está mais próximo do legítimo exercício de crítica, ainda que ácida e dura”. Segundo ele, a peça não ultrapassou as regras da Justiça Eleitoral.

Sanseverino ainda anota que a propaganda, “nos termos da jurisprudência do TSE, [está] albergada pelo exercício da liberdade de manifestação do pensamento”.

Leia a íntegra na Carta Capital.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email