Uber: o que devem ter em conta os motoristas para não pagar a mais em seu seguro de carro?

Em 2019, a média do índice de desemprego no Brasil obteve um aumento de 12,3% em 19 capitais do país, em relação ao ano de 2018.

Em 2019, a média do índice de desemprego no Brasil obteve um aumento de 12,3% em 19 capitais do país, em relação ao ano de 2018. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) não havia um índice tão alto dentre um período de sete anos. Considerando o agravo de desemprego, muitos brasileiros para conseguir sair desta situação ou para conseguir terminar de pagar suas contas até final do mês, resolvem aderir ao trabalho de Uber.

É indicado que se um indivíduo gostaria de começar a utilizar seu veículo pessoal, que antes era usado somente para passeios, para ser seu meio de trabalho (Uber), deverá mudar o tipo de seguro da sua apólice de seguros.

Uber: Em que categoria de seguro se encaixa?

Antes de tudo, deve-se apontar que como o Uber é um carro que exerce funções muito específicas, o seguro destinado a este tipo de veículo também será diferenciado. Em média o seguro para um auto Uber custa 20% mais caro do que o seguro de um carro normal. Este fato sucede porque ele não possui uma trajetória diária pré-definida, e também porque percorre muito mais quilômetros que um automóvel comum.

Desta forma, as seguradoras consideram que um Uber está quase na mesma categoria dos táxis, por exemplo, que são muito mais expostos e suscetíveis aos riscos urbanos.

Outro ponto importante, é que se você trabalha como Uber não vale a pena omitir essa informação da sua seguradora com o intuito de pagar um valor mais barato de seguro: porque em casos de sinistro, ou qualquer outro imprevisto no trânsito, a empresa de seguros contratada fica isenta de realizar o ressarcimento ao cliente. Esta isenção está prevista por lei no Brasil.

Possuo um seguro tradicional para meu carro e quero utilizá-lo como Uber. Como devo proceder?

O valor de um seguro para um veículo que transporta muitas pessoas diferentes durante o dia e que percorre uma quantidade de quilômetros muito superior ao de um carro que é usado somente para passeio, trabalho, etc., será um pouco mais alto que o comum. Além de que não é o motorista que escolhe o trajeto que vai percorrer. Devido a estes fatores, as seguradoras consideram que um automóvel que realiza serviço de Uber corre muito mais riscos que um que é utilizado somente com fins cotidianos.

Segundo o professor da Escola Nacional de Seguros, Bruno Kelly, é de suma importância que o cidadão que tiver interesse em usar seu automóvel para trabalhar como Uber, modifique sua apólice do seguro, visando não ter problemas maiores caso ocorra um sinistro depois. O professor afirma isso, porque a seguradora pode não efetuar a indenização caso descubra que o cliente estava utilizando um seguro tradicional, quando na verdade estava trabalhando como Uber.

As empresas de seguro apresentam um tipo de seguro específico para o Uber?

Na conjuntura atual é inevitável reconhecer que o Uber é um fenômeno social que conquistou seu espaço, principalmente nos grandes centros urbanos do mundo. Logo, as seguradoras adaptaram seus planos para as demandas deste recente e promissor mercado e seus respectivos novos clientes. Visando isto, existe hoje o seguro APP (Acidentes Pessoais de passageiros), que é um serviço de seguro obrigatório, reivindicado pelo próprio aplicativo, para quem é motorista de Uber. Este seguro é responsável por proteger os passageiros que usufruem do aplicativo.

As empresas de seguros que possuemplanos específicos para Uber, geralmente apresentam instâncias que cobrem roubo, furto, e choques com perda parcial e/ou total, assim como a cobertura Contra Terceiros ou de Responsabilidade Civil, que protege os passageiros, como sinalizado acima. Algumas empresas como a Tokio Marine, a Mapfre, Porto Seguros e Sulamérica, já oferecem serviços de seguro específico para veículos que trabalham na categoria de Uber.

A orientação é de que o consumidor que tem o desejo de exercer a profissão de Uber, deverá efetuar inúmeras cotações de seguros com diferentes empresas de seguros, com o intuito de verificar e comparar quais os planos que melhor se encaixam no seu perfil. Também é importante simular as cotações para que se possa saber e avaliar os distintos preços e formas de pagamento possíveis.

Existe diferenças entre seguro para Táxi e para Uber? Quais são?

Existem algumas diferenças entre os seguros destinados aos táxis e Uber. O seguro para táxi custa mais barato do que o de um Uber, porque possui isenção de alguns impostos como por exemplo o IPI (Impostos sobre Produtos Industrializados) e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Estes impostos são descontados automaticamente, previsto por lei, no momento da compra do veículo.

Contudo, em casos de acidentes, ou qualquer outro imprevisto que proceda ao carro, o preço da indenização não será ressarcido de acordo com o estipulado pela tabela Fipe, devido ao abatimento dos impostos. Assim, o valor da indenização dos táxis serão articulados quando for assinado o contrato de seguro, em conformidade com o plano que foi escolhido.

A vantagem do seguro próprio para táxis em geral é que possui o serviço de Lucros Cessantes, que consiste em: quando ocorra alguma situação em que o taxista não disponha do seu auto, como em casos de roubo ou conserto, ou ainda perda total, a empresa de seguros cede um carro extra para que o cliente siga trabalhando, até o momento em que obtenha seu meio de trabalho de volta ou receba a indenização.

O seguro do Uber é um pouco mais custoso que o do táxi. A justificativa é que, tendo em vista, que o Uber é um carro tradicional, ele não detém o desconto dos impostos que o táxi quando é comprado. A cobertura mínima obrigatória pelas seguradoras é o seguro APP (Acidentes Pessoais de Passageiros), como já mencionado acima.

Como funciona o seguro APP?

Este seguro pode ser adquirido atualmente por meio do aplicativo do Uber também, desta maneira facilita bastante o acesso, e o motorista economiza tempo. Ele é responsável pela indenização ou cobertura em situações de acidentes de trânsito no geral, falecimentos, e perdas totais e/ou parciais. O motorista também poderá contar com carro extra, caso seja necessário. O seguro APP cobre o equivalente a: cem mil reais por indivíduo em caso de falecimento por acidente, cinco mil reais por pessoa em situação de necessidade de cuidados médicos e cem mil reais para cada indivíduo que sofreu dano de invalidez perpétua. Para contratar esse seguro o consumidor gastará cerca de 44 reais mais ou menos, se contratá-lo através do aplicativo de celular. Já por meio das seguradoras o serviço custará mais caro.

Haja vista, o crescimento da taxa de desemprego e consequentemente da violência, principalmente no que diz respeito às cidades grandes, é extremamente válido considerar contratar um bom seguro para o seu Uber. Se reforça que a ação de suprimir ou falsificar informações e dados às empresas de seguros, permite que a seguradora fique isenta da responsabilidade de cumprir com o acordo estipulado na apólice.

Muitas vezes a tentativa de economizar no seguro, resulta em um prejuízo muito maior. Sem embargo, é necessário salientar que os motoristas de Uber mantenham um seguro de qualidade, com o fim de garantir que este transporte alternativo continue presente fortalecendo as economias locais, melhorando o acesso ao transporte principalmente nas Regiões metropolitanas e conquistando cada vez mais adeptos.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247