“Um desfalque bilionário para preservar a pilhagem da renda petroleira”, diz Jeferson Miola sobre PEC do Desespero

Para o analista político, a medida é desespero “diante de uma situação de vitória iminente do Lula já no primeiro turno”

www.brasil247.com -


247 - O analista político Jeferson Miola, colunista e comentarista na TV 247, classifica como “desespero” as medidas que constam da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/2022, que dá R$ 40 bilhões para Bolsonaro gastar em ano eleitoral, que foi aprovado pelo Senado e, agora, será votada na Câmara dos Deputados.

“Não deixa de ser um grande desfalque bilionário que o governo militar promove para preservar a pilhagem que está sendo feita da renda petroleira brasileira. E, por outro lado, é reveladora do absoluto desespero desse governo, que cada vez mais tem dificuldades de viabilizar o crescimento eleitoral de Bolsonaro, diante de uma situação de vitória iminente do Lula já no primeiro turno”, analisou.

“Tentativa desesperada do governo que parte de um pressuposto fundamental: há um altar sagrado do qual essas elites que estão usurpando e pilhando a renda petroleira brasileira não recuam e preservam da forma de cálculo dolarizada dos preços do petróleo e dos combustíveis no Brasil para remunerar os grupos estrangeiros e privados brasileiros e, terciariamente, o governo do estado braileiro com os lucros da Petrobras”, destacou Miola durante participação no programa Giro das Onze. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ele lembrou que somente em 2021, a Petrobras distribuiu R$ 101 bilhões, dos quais apenas R$ 37 bilhões foram para os cofres públicos brasileiros, e R$ 63 bilhões foram destinados a grupos privados, sendo que a maior parte deles, R$ 44 bilhões, foram para grupos estrangeiros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Isso é um escândalo nacional. E quando se fala que há uma tentativa do governo de produzir desfalques públicos de mais de R$ 40 bilhões é porque há uma opção de preservar esses outros R$ 63 bilhões dos lucros da Petrobras nas mãos desses piratas privados, tanto brasileiros quanto internacionais”, afirmou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para ele, a PEC “foge de qualquer princípio da legalidade”, tanto é que sequer passou pela avaliação e aprovação da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. 

“Tudo está sendo feito em completo desprezo à lei eleitoral. É uma situação difícil para a oposição porque imagina se os parlamentares vão se opor a uma solução emergencial de auxílio à população de baixíssima renda que está vivendo uma situação de miséria e desespero. E, por outro lado, recursos que vão ser destinados para os caminhoneiros do nosso país”, salientou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email