Um meio de identificar a extrema direita

Coordenador do Movimento pela Democratização do Congresso, economista José Carlos de Assis diz haver problema na classificação da extrema direita como bancadas BBB (Boi, Bala e Bíblia, o que, segundo ele, mistura evangélicos bem intencionados com os que usam Deus para ganhar dinheiro; mais perto das eleições serão divulgados os nomes um a um das bancadas, afirma

Um meio de identificar a extrema direita
Um meio de identificar a extrema direita (Foto: Dir.: Luis Macedo - Câmara)

247 - Um dos objetivos do Movimento pela Democratização do Congresso Nacional é "identificar nominalmente os parlamentares que votaram ou tem votado permanentemente a favor dos interesses regressivos que se representam no Parlamento", afirma seu coordenador, o economista José Carlos de Assis. "Alguém com senso humorístico fala, no caso da extrema direita, nas bancadas BBB – ou seja, do Boi, da Bala e da Bíblia. O problema com essa classificação – prossegue Assis - é que mistura no mesmo conceito parlamentares evangélicos bem intencionados com os que usam deus para ganhar dinheiro".

O Movimento qualificou a classificação dos três B. "Agora, não teremos simplesmente boi, mas boi malandro, o que suga recursos públicos, obtém colheitas magníficas e se recusa a pagar impostos. A bala não é simplesmente uma expressão de bravata individual, mas tem o sentido terrível, nas comunidades, de fazer vítimas inocentes na forma de bala perdida, defendida por essa bancada. Finalmente, temos a bancada da Bíblia Falsa, não a que segue a doutrina cristã do amor ao próximo, mas a que segue o amor ao dinheiro e defende a expropriação dos pobres para consegui-lo a qualquer custo", observa Assis.

De acordo com o coordenador do movimento, essas bancadas exprimem o que há de pior no Congresso. "A votação do projeto de reforma trabalhista também resultou de uma negociação dos três BBB com o patronato que queria esmagar a classe trabalhadora sob uma forma contemporânea de escravidão", afirma. "Esses parlamentares vendidos ao sistema de exploração dos pobres são os inimigos do povo, e portanto os nossos inimigos. Derrotá-los na democracia é o nosso desafio", acentuou.

Oportunamente, mais próximos das eleições - anuncia Assis - serão divulgados os nomes um a um das bancadas BBB. "Não vamos xingar ou injuriar ninguém. Simplesmente mostraremos como os integrantes dessas bancadas votaram os projetos do governo Temer. Usaremos os recursos da informática para fazer política de alto nível, deixando claras, porém, nossas diferenças com os grupos de extrema-direita. Eles hoje tem o claro suporte de um presidenciável nas pessoas de Jair Bolsonaro e de seu guardião intelectual, Paulo Guedes, sobre o qual falarei oportunamente", concluiu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247