Vaza Jato: Moro parabeniza a PF pela prisão de "hackers"

Ministro Sérgio Moro (Justiça) parabenizou à PF, subordinada a ele, pela prisão de quatro "hackers" suspeitos de terem invadido o celular dele para divulgar irregularidades da Lava Jato; "Parabenizo a Polícia Federal pela investigação do grupo de hackers, assim como o MPF e a Justiça Federal. Pessoas com antecedentes criminais, envolvidas em várias espécies de crimes", disse

(Foto: Marcelo Camargo - ABR)

247 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, parabenizou à Polícia Federal, subordinada a ele, pela prisão de quatro "hackers" suspeitos de terem invadido o celular dele para divulgar a troca de mensagens entre o ex-juiz e procuradores da Lava Jato.

"Parabenizo a Polícia Federal pela investigação do grupo de hackers, assim como o MPF e a Justiça Federal. Pessoas com antecedentes criminais, envolvidas em várias espécies de crimes. Elas, a fonte de confiança daqueles que divulgaram as supostas mensagens obtidas por crime", escreveu Moro no Twitter.

O site The Intercept Brasil vem divulgando uma troca de diálogo de Moro com membros do Ministério Público Federal (MPF-PR) desde junho apontando que o ex-juiz extrapolou suas funções ao interferir no trabalho de procuradores. 

Moro sugeriu, por exemplo, inversão da ordem de fases da Lava Jato, também recomendou acréscimo de informações na produção de provas contra um réu e negociou acordos de delação premiada. 

Considerado o líder dos "hackers" presos pela PF nessa terça-feira, Walter Delgatti Neto disse ter sido responsável pela invasão dos celulares de Moro, Dallagnol e outras autoridades, de acordo com o site O Antagonista, porta-voz do ex-juiz e da direita (veja aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247