Vélez diz que errou ao mandar filmar crianças e tira carta de circulação

Vélez Rodrigues reconheceu nesta terça-feira ter cometido um erro ao pedir que escolas filmassem crianças cantando o hino nacional nas escolas e disse também ter errado ao inserir o slogan de campanha Bolsonaro em mensagem que seria lida a alunos, professore e funcionários nas instituições de ensino - "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!", terminava o texto; segundo ele, a carta "saiu de circulação"

Vélez diz que errou ao mandar filmar crianças e tira carta de circulação
Vélez diz que errou ao mandar filmar crianças e tira carta de circulação (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasi)

247 - O ministro da Educação, Vélez Rodrigues, reconheceu nesta terça-feira (26) ter cometido um erro ao pedir que escolas filmassem crianças cantando o hino nacional nas escolas e disse também ter errado ao inserir o slogan de campanha Bolsonaro em mensagem que seria lida a alunos, professore e funcionários nas instituições de ensino - "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!", terminava o texto. Segundo ele, a carta "saiu de circulação"

"Percebi o erro. Tirei esta frase, tirei a parte correspondente a filmar crianças sem autorização dos pais. Se alguma coisa for publicada, será dentro da lei, com autorização dos pais", disse Vélez depois de visitar o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Ele se recusou a dizer quando teria comunicado o recuo às escolas e afirmou aos jornalisas no Senado que a carta "saiu de circulação". Cercado por seguranças e assessores, não respondeu a nenhuma das perguntas feitas por jornalistas que o acompanharam durante o trajeto de alguns metros entre a presidência do Senado e o plenário da comissão de Educação, onde ele prestará esclarecimentos a senadores ainda nesta terça.

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247