Vice-governador do Amazonas é alvo de buscas da PF em investigação sobre desvios na compra de respiradores

o todo, 11 mandados de busca e apreensão são cumpridos, parte deles em endereços ligados ao vice-governador Carlos Alberto (PTB)

(Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União deflagraram nesta quinta-feira (8), operação que é parte das investigações sobre supostos desvios na compra de respiradores no Amazonas. Ao todo, 11 mandados de busca e apreensão são cumpridos, parte deles em endereços ligados ao vice-governador Carlos Alberto (PTB).

Os agentes cumprem ainda ordens de prisão temporária contra o ex-secretário de Saúde Rodrigo Tobias; a ex-subsecretária de Atenção à Saúde em Manaus, Dayana Priscila Mejia de Sousa; o engenheiro clínico Ronald Gonçalo de Caldas Santos; o médico Luiz Carlos Avelino Junior, marido da ex-secretária de Comunicação Social do Amazonas, Daniela Assayag; e Gutemberg Leão Alencar, apontado como ‘homem de confiança’ indicado pelo governador Wilson Lima (PSC) para intermediar a compra dos respiradores.

O governador do Estado Wilson Lima (PSC) foi alvo de buscas recentemente e a então Secretária de Saúde, Simone Papaiz, foi presa na ação.

Segundo a PGR, as investigações tratam de uma compra fraudulenta de 28 respiradores que teria movimentado R$ 2,9 milhões, ‘com envolvimento direto da cúpula do poder do Estado’. Um laudo da PF atesta sobrepreço de R$ 133,67% na compra feita pela Secretaria de Saúde do estado com dispensa de licitação, , indica a Procuradoria

O governo do Amazonas divulgou nota em que afirma que está contribuindo com a apuração dos fatos pela Polícia Federal e órgãos de controle e que a ação de busca e apreensão, desta quinta-feira, "envolve, em grande parte, pessoas que já não fazem mais parte da estrutura de Governo, bem como servidores que não atuam como ordenadores de despesas ou tenham poder de decisão na estrutura do Estado ou da investigação em questão".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247