(Vídeo) Em um país sério, Moro seria réu, Dallagnol afastado do MP e Lula estaria solto, afirma Boulos

Em debate na Rádio Guaíba nesta terça-feira (17), o ex-candidato à presidência em 2018 Guilherme Boulos comentou sobre a trajetória do processo fraudulento contra Lula e da ascensão política do ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro. Assista

Guilerme Boulos
Guilerme Boulos (Foto: Inês Campelo/Marco Zero Conteúdo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-candidato à presidência da República em 2018 Guilherme Boulos, em debate na Rádio Guaíba, diz que em qualquer país sério do planeta o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, seria réu, o procurador Deltan Dallagnol seria afastado do Ministério Público e que o ex-presidente Lula estaria solto.

Boulos retomou a trajetória do processo da Lava Jato que culminou na condenação do ex-presidente Lula e, ao mesmo tempo, na ascensão política de Moro. 

"Em qualquer país do mundo com o mínimo de seriedade o senhor Sérgio Moro não era mais ministro da Justiça, estava no banco dos réus, o senhor Dallagnol estava afastado pelo Conselho Nacional do Ministério Público e o Lula estava solto. Em qualquer país sério do planeta isso estaria acontecendo", disse.

Boulos ainda afirmou que os integrantes da direita brasileira que apoiaram a fraude contra Lula deveriam se envergonhar.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email