Villaça: Marina se tornou tão ruim quanto Bolsonaro

Um dos mais importantes críticos de cinema do Brasil, Pablo Villaça se revoltou com a tentativa de Marina Silva de se promover às custas da imagens da vereadora Marielle Franco, brutalmente assassinada; "Marina Silva atingiu a escrotidão completa. Vendida, apoiadora de Aécio Neves, demagoga até o último fio de cabelo, agora está usando a memória de Marielle para fazer propaganda de uma série que mente descaradamente para fazer a caveira da esquerda à qual a vereadora pertencia. Sinceramente? Votar nessa criatura é tão ruim quanto em Bolsonaro", escreveu em seu Facebook

Villaça: Marina se tornou tão ruim quanto Bolsonaro
Villaça: Marina se tornou tão ruim quanto Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Pablo Villaça, um dos mais importantes críticos de cinema do Brasil, usou suas redes sociais pra criticar a ex-senadora e pré-candidata à Presidência, Marina Silva, e compará-la ao deputado extremista Jair Bolsonaro

"Marina Silva atingiu a escrotidão completa. Vendida, apoiadora de Aécio Neves, demagoga até o último fio de cabelo, agora está usando a memória de Marielle para fazer propaganda de uma série que mente descaradamente para fazer a caveira da esquerda à qual a vereadora pertencia. Sinceramente? Votar nessa criatura é tão ruim quanto em Bolsonaro", escreveu em seu Facebook.

Neste sábado, a líder da rede usou a imagem de Marielle Franco para se promover. Em uma postagem nas redes sociais, a pré-candidata ligou a morte da vereadora à série caça-níquel "O Mecanismo", da Netflix. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247