Violência contra crianças explode sob Bolsonaro

A situação das crianças no Brasil atingiu seu pior momento na história; são 43,3% de crianças pobres ou 18,2 milhões de crianças de 0 a 14 anos; diante de um governo que mal se importa com esses dados, o problema da violência contra crianças fica dramático

Crianças são expostas em 'desfile' de adoção em Cuiabá
Crianças são expostas em 'desfile' de adoção em Cuiabá (Foto: Divulgação)

247 - As crianças brasileiras passam pr um momento crítico. 43,4% das crianças do país vivem na pobreza, o que representa 18,2 milhões de crianças de 0 a 14 anos. Além disso, no Índice de Risco de Violência Contra Crianças, o Brasil fica em primeiro lugar na classificação “alto risco”. O ranking faz parte da pesquisa ‘Violência Contra Crianças e Adolescentes – Percepções Públicas no Brasil’, lançada em 2018 pelo Instituto Ipsos e pela Visão Mundial.

A reportagem do jornal GGN destaca que "a pesquisa entrevistou 5.826 pessoas, de 13 países, e analisou a porcentagem de crianças e adolescentes em risco em cada país. Considerando apenas a população classificada como em “alto risco”, o Brasil ficou em primeiro lugar, com 13%, seguido do México, com 11%."

E acrescenta: "considerando a população com risco alto e médio, o país que liderou o ranking foi o México, com 34% desse público em risco alto ou médio. Em seguida, vieram o Brasil, com 29%, a Guatemala (27%) e El Salvador (25%)."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247