Weintraub desrespeita estudantes e diz que reclamações do Sisu são de quem 'quer fazer terrorismo'

Ministro da Educação dá a sua maior demonstração de desrespeito aos estudantes brasileiros ao negar que haja problemas no Sisu e ainda chamar os alunos que apresentaram reclamações de "gente maldosa que tem interesse em fazer terrorismo", ligados a "partidos radicais de esquerda"

Weintraub fala sobre o Sisu
Weintraub fala sobre o Sisu (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua maior demonstração de desrespeito e desprezo aos estudantes brasileiros, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou nesta sexta-feira 24 que reclamações relacionadas ao Sisu estão sendo feitas por pessoas que querem fazer terrorismo e que estão vinculadas a partidos radicais de esquerda.

"A gente vê inclusive que, muitas reclamações que estão sendo feitas, quando você entra no perfil da pessoa você vai ver que é vinculada a um partido radical de esquerda, que a pessoa gosta de certos indivíduos que gostam de colocar terror nas pessoas", afirmou. "Não se levem por gente que quer causar o mal de vocês ou quer causar terror", completou.

A declaração foi feita em vídeo publicado em suas redes sociais, no qual negou que haja problemas no sistema. Ele não explicou as reclamações dos estudantes, que estão usando a hashtag #erronosisu nas redes sociais. Leia mais sobre as inscrições no Sisu, após terem ocorrido problemas nas notas do Enem:

Mais de 1,5 milhão de estudantes já se inscreveram no Sisu

Por Agência Brasil - Em balanço divulgado na manhã desta sexta-feira (24) pelo Ministério da Educação (MEC), 1.561.692 estudantes fizeram 2.990.812 inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os candidatos têm até o domingo (26) para concorrer às vagas do programa, e cada participante pode optar por até dois cursos.

O Sisu é a principal forma de acessar o ensino superior público com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vai distribuir no primeiro semestre do ano 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país. A inscrição é gratuita e deve ser feita na página do programa na internet.

O sistema seleciona os mais bem classificados em cada curso, e, caso o desempenho do candidato permita o ingresso nos dois cursos, prevalecerá a primeira opção, com apenas uma chamada para matrícula.

Inicialmente, a data final de inscrições seria nesta sexta-feira (24), mas, em decorrência das inconsistências na correção das provas do Enem, o Ministério da Educação decidiu prorrogar até domingo (26), para evitar prejuízos.

Os resultados das inscrições serão divulgados no dia 28 de janeiro.

A partir do resultado, a matrícula ou o registro acadêmico nas instituições participantes devem ser feitos até o dia 4 de fevereiro. O lançamento da ocupação nas vagas pelas instituições participantes será até 7 de fevereiro, e a manifestação de interesse para constar na lista de espera é até as 23h59 de 4 de fevereiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247