Weintraub manda recado a universidades privadas: 'o governo não vai fazer nada por vocês'

Respondendo a um questionamento sobre o que o governo faria para recuperar o Fies (Financiamento Estudantil), o ministro da Educação afirmou, na abertura do Fórum Nacional do Ensino Superior: "O que o governo vai fazer por vocês? Nada, o governo não vai fazer nada. Vocês têm de se virar"

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disparou mais uma de suas grosserias e desapego com a educação em seu discurso na abertura do Fórum Nacional do Ensino Superior nesta quinta-feira 26.

Respondendo a um questionamento feito pelo presidente do Semesp, entidade que representa os donos de faculdades particulares, que havia indagado sobre a política do governo para recuperar o Financiamento Estudantil (Fies), Weintraub rebateu:

"O que o governo vai fazer por vocês? Nada, o governo não vai fazer nada. Vocês têm de se virar". "O Fies foi um crime do ponto de vista financeiro. Metade dos alunos financiados está inadimplente, é uma bomba que vai ter de ser desatada. Muitos de vocês aqui estão com esse problema nas mãos", completou o ministro.

Na mesma ocasião, ele defendeu o projeto Future-se, um caminho para o autofinanciamento e a privatização das universidades federais, além da autorregulação das faculdades privadas. O programa já foi rejeitado pela maioria das universidades brasileiras, que decidiram não aderir.

"Pela primeira vez em cem anos, o País tem um liberal na presidência e à frente do MEC. Aproveitem essa oportunidade, aproveitem que nós não ficamos criando problema para vender solução", disse ainda Weintraub.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email