Weintraub sobre erros de português: "Não escrevi, mas li e deixei passar"

Ministro da Educação atribui a terceiros o ofício em que escreve "paralização" e "suspenção". "Erros acontecem", disse Weintraub, citando erros em reportagens da imprensa para justificar seus próprios erros

(Foto: Rafael Carvalho/ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu-se das críticas aos erros de ortografia em um ofício encaminhado por ele ao ministro da Economia, Paulo Guedes, onde Weintraub escreve a palavra "paralisação" com a letra "z" duas vezes.

"Minha responsabilidade. Não escrevi, mas li e deixei passar. Assim como quem escreveu e editou as matérias do Estadão e do Brasil 247. Só para lembrar que Congresso é com dois "S" e "Boslonaro" é Bolsonaro. Erros acontecem", disse o ministro em sua conta no Twitter, citando um erro em uma matéria do Brasil 247.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email