Wilson Ferreira Júnior, que estabeleceu as bases para privatização da Eletrobrás, volta à presidência da estatal

Ferreira Júnior comandou a estatal entre 2016 e 2021, durante o governo golpista de Michel Temer (MDB) e uma parte do governo Jair Bolsonaro (PL)

www.brasil247.com - Presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior
Presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


247 - O conselho de administração da Eletrobrás elegeu Wilson Ferreira Júnior como novo presidente da empresa. A posse vai ocorrer até 20 de setembro de 2022, informou a empresa nesta sexta-feira, 5, destacando que Rodrigo Limp Nascimento, eleito como diretor de Regulação e Relações Institucionais, seguirá no cargo de presidente interino.

Ferreira Júnior comandou a estatal entre 2016 e 2021, durante o governo golpista de Michel Temer (MDB) e uma parte do governo Jair Bolsonaro (PL). Ele deu início à privatização da empresa.

Depois, tornou-se presidente da Vibra Energia, empresa privada que tem interesse na privatização da Eletrobrás. Deixou a presidência da empresa em meados de julho deste ano e, segundo o jornal Estado de S.Paulo, seu retorno à estatal já estava sendo costurado pelos acionistas da Eletrobrás.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Eletrobras foi privatizada em uma oferta de ações que somou R$ 33,7 bilhões (muito abaixo de seu valor real), enquanto a participação da União caiu para abaixo de 35%, o que significou a perda do controle da empresa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email