Zanin: MPF não apresenta originais de documentos questionados

Em manifestação encaminhada ao juiz federal Sérgio Moro, o Ministério Público Federal não apresentou versões originais de documentos que estão sob suspeita de falsidade; posicionamento do MPF ocorreu sob demanda da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após Moro determinar que Lula apresente as vias originais dos comprovantes de aluguel que juntou aos autos para atestar que não recebeu vantagens indevidas em processo que envolve a Odebrecht; em resposta ao juiz Sérgio Moro, o Ministério Público informou que não dispõe dos originais dos recibos, que teriam sido extraídos diretamente dos discos rígidos relacionados ao sistema "Drousys", fornecidos pela Odebrecht S/A. que se encontravam armazenados em servidor localizado na Suécia 

Em manifestação encaminhada ao juiz federal Sérgio Moro, o Ministério Público Federal não apresentou versões originais de documentos que estão sob suspeita de falsidade; posicionamento do MPF ocorreu sob demanda da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após Moro determinar que Lula apresente as vias originais dos comprovantes de aluguel que juntou aos autos para atestar que não recebeu vantagens indevidas em processo que envolve a Odebrecht; em resposta ao juiz Sérgio Moro, o Ministério Público informou que não dispõe dos originais dos recibos, que teriam sido extraídos diretamente dos discos rígidos relacionados ao sistema "Drousys", fornecidos pela Odebrecht S/A. que se encontravam armazenados em servidor localizado na Suécia 
Em manifestação encaminhada ao juiz federal Sérgio Moro, o Ministério Público Federal não apresentou versões originais de documentos que estão sob suspeita de falsidade; posicionamento do MPF ocorreu sob demanda da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após Moro determinar que Lula apresente as vias originais dos comprovantes de aluguel que juntou aos autos para atestar que não recebeu vantagens indevidas em processo que envolve a Odebrecht; em resposta ao juiz Sérgio Moro, o Ministério Público informou que não dispõe dos originais dos recibos, que teriam sido extraídos diretamente dos discos rígidos relacionados ao sistema "Drousys", fornecidos pela Odebrecht S/A. que se encontravam armazenados em servidor localizado na Suécia  (Foto: Aquiles Lins)

247 - Em manifestação encaminhada ao juiz federal Sérgio Moro, o Ministério Público Federal não apresentou versões originais de documentos que estão sob suspeita de falsidade. 

Posicionamento do MPF ocorreu sob demanda da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após Moro determinar que Lula apresente as vias originais dos comprovantes de aluguel que juntou aos autos para atestar que não recebeu vantagens indevidas em processo que envolve a Odebrecht.

No ofício enviado na segunda (16), a defesa de Lula pede que "seja determinado  ao  MPF [Ministério Público Federal] e ao corréu [Marcelo Odebrecht] - delator - que  informem se dispõem das vias originais dos documentos aqui contestados, juntados nos eventos 997 e 999, para que essas vias também sejam usadas na realização de prova pericial."

Em resposta ao juiz Sérgio Moro, o Ministério Público informou que não dispõe dos originais dos recibos, que teriam sido extraídos diretamente dos discos rígidos relacionados ao sistema "Drousys", fornecidos pela Odebrecht S/A. que se encontravam armazenados em servidor localizado na Suécia.

Lula é acusado de receber da empreiteira vantagens indevidas, incluindo o terreno que se destinaria ao Instituto Lula e uma cobertura vizinha à casa do petista em São Bernardo. 

Leia a íntegra da manifestação do MPF: 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247