Zanin: prisão foi ordenada antes da conclusão dos embargos

O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Lula, destaca em nota que, no recurso apresentado ao Supremo Tribunal Federal para anular o mandado de prisão de Sergio Moro, a defesa sustenta que, "no momento em que o TRF4 determinou o cumprimento antecipado da prisão não havia exaurimento da segunda instância" e "ainda estava pendente a publicação do acórdão que julgou os primeiros embargos"

23/11/2016- Curitiba- PR,Brasil- Saida dos advogados de defesa do ex-presidente Lula, na segunda audiencia Tribunal de Justiça em Curitiba. Cristiano Zanin Martins, Foto: Filipe Araújo
23/11/2016- Curitiba- PR,Brasil- Saida dos advogados de defesa do ex-presidente Lula, na segunda audiencia Tribunal de Justiça em Curitiba. Cristiano Zanin Martins, Foto: Filipe Araújo (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Lula, destaca em nota que, no recurso apresentado ao Supremo Tribunal Federal para anular o mandado de prisão de Sergio Moro, a defesa sustenta que, "no momento em que o TRF4 determinou o cumprimento antecipado da prisão não havia exaurimento da segunda instância" e "ainda estava pendente a publicação do acórdão que julgou os primeiros embargos".

Leia a íntegra:

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou nesta sexta-feira (13) com novo recurso no STF (Supremo Tribunal Federal) para anular o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro. Como ficou claro, no momento em que o TRF4 determinou o cumprimento antecipado da prisão não havia exaurimento da segunda instância. Ainda estava pendente a publicação do acórdão que julgou os primeiros embargos. Por isso, nesse recurso dirigido ao STF pedimos a reconsideração da decisão que havia negado a liminar ou que o caso seja submetido à Turma, para que a ordem de prisão emitida contra o ex-Presidente Lula seja revertida.

Cristiano Zanin Martins
Advogado de
Defesa do ex-presidente Lula

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247