Zanin rebate Moro e diz que condenação de Lula foi totalmente ilegal

O advogado do ex-presidente Lula afirmou que Moro, enquanto juiz, nunca deu ouvidos à defesa do ex-presidente por ter uma condenação já pré-definida e por ter um projeto político

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado do ex-presidente Lula Cristiano Zanin Martins comentou a entrevista do ministro da Justiça, Sérgio Moro, concedida à Veja e disse que a condenação de seu cliente em ações ligadas ao petrolão é ilegal.

Zanin falou à Veja sobre a decisão de Lula de não aceitar a progressão de sua pena para o regime semiaberto. “O ex-presidente Lula quer, sim, a sua liberdade, mas ele não quer essa liberdade como uma concessão, e sim como reconhecimento de que foi vítima de um processo armado pelo ex-juiz Sergio Moro e pelos procuradores da Lava-Jato”.

Para o advogado de Lula, Moro, enquanto juiz da Lava-Jato, nunca esteve interessado em ouvir a defesa do ex-presidente durante o processo, já que tinha uma condenação pré-determinada. 

“Fica claro que, diante do comportamento que o ex-juiz Sérgio Moro adotou no processo do ex-presidente Lula, ele nunca deu qualquer atenção para a defesa do presidente. Ao contrário. Ele sempre buscou minar a atuação da defesa. A nossa opinião como advogados técnicos jamais foi por ele ouvida, porque não interessava. Ele tinha um resultado pré-definido para o processo. Foi uma condenação ilegal”.

Na edição deste final de semana da revista Veja, Moro afirma, negando tudo o que já foi exposto pela Vaza Jato, que "Lula está preso porque cometeu crimes".

Cristiano Zanin ainda acusou Moro de ter projetos políticos enquanto juiz, já que aceitou ser ministro do maior beneficiário da prisão de Lula, Jair Bolsonaro. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247