Adaptação da vacina de Oxford a novas variantes da Covid-19 deve ocorrer em dois meses

Atualização para a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca deve ocorrer em dois meses, segundo o infectologista Júlio Croda

(Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Atualização para a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca deve ocorrer em dois meses, segundo o infectologista Júlio Croda. A atualização é para dar eficiência à vacina diante das novas variantes do novo coronavírus.

“Se precisar fazer qualquer mudança na vacina, essa mudança deve acontecer em dois meses. Todas as adaptações necessárias para que seja incorporado o material genético dessa nova variante na vacina da AstraZeneca e Oxford, ou o vírus inativado desta nova variante na vacina da Coronavac”, disse em entrevista à CNN.

Croda participa de uma pesquisa em Manaus que estuda a eficácia das vacinas aplicadas em profissionais de saúde.

“Eu estou participando e ajudando um estudo na cidade de Manaus, em parceria com a Secretaria Municipal de Manaus e com a Fundação de Vigilância e Saúde para avaliar a efetividade destas vacinas. A gente vai ter algumas respostas no começo de março. A gente espera que a vacina continue efetiva para esta nova variante.”

A vacina de Oxford teve uma série de problemas por não ter eficiência boa contra as novas variantes, o que fez a África do Sul suspender o uso da vacina no início de fevereiro.

Um estudo preliminar mostrou eficácia contra a variante do Reino Unido, mas na África do Sul ainda não foram satisfatórios. Em uma análise primária, pesquisadores da Universidade de Oxford anunciaram os testes contra a nova variante B.1.351 naquele país mostraram que a vacina tem "eficácia limitada" contra casos graves de doença e hospitalização causada pela cepa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email