Antiviral acelera recuperação de pacientes não internados por Covid-19, diz estudo

Na pesquisa, realizada por pesquisadores do Centro de Doenças do Fígado de Toronto, no Canadá, com uma única dose, os pacientes tiveram probabilidade quatro vezes maior de recuperação da Covid-19 nos sete dias seguintes, na comparação com o grupo que tomou placebo

(Foto: © REUTERS / Agustin Marcarian)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Uma nova pesquisa apontou que uma droga antiviral experimental acelera a recuperação de pacientes não hospitalizados com Covid-19. Por interromper antes do tempo a transmissão do vírus, o medicamento também tende a diminuir a infecção comunitária.

Chamada de peginterferon-lambda, a droga é feita a partir de uma proteína produzida pelo corpo diante de uma infecção viral, da mesma classe que os interferons. A função dessa enzima é ativar alguns mecanismos celulares responsáveis por matar o vírus, que agem impedindo a replicação viral.

Uma das principais causas de morte pelo coronavírus é a reação desproporcional do sistema imune que ataca o próprio organismo, e não o Sars-CoV-2. E o antiviral redireciona o sistema de defesa do corpo para atacar o vírus em vez dos próprios órgãos.

No estudo, feito por pesquisadores do Centro de Doenças do Fígado de Toronto, ligado à Universidade Health Network (UHN), contou com 60 participantes, sendo 30 que receberam o medicamento e outros 30 que tomaram placebo. Os resultados foram publicados neste mês na revista especializada Lancet Respiratory Medicine, do grupo The Lancet, a mais prestigiada revista científica da área médica.

De acordo com a pesquisa, quem recebeu uma aplicação de peginterferon-lambda teve probabilidade quatro vezes maior de recuperação da Covid-19 nos sete dias seguintes, na comparação com o grupo que tomou placebo.

Além disso, 79% dos pacientes com alta carga viral (mais de um milhão de cópias do vírus por ml) se recuperaram da doença recebendo o tratamento. No outro grupo, apenas 38% conseguiram superar a Covid-19.

"Os pacientes que foram tratados com o peginterferon-lambda eliminaram o vírus rapidamente, e o efeito foi mais pronunciado naqueles com alta carga viral. Nós também vimos uma tendência de melhora mais rápida dos sintomas respiratórios no grupo da intervenção", contou o especialista em doença de fígado e primeiro autor do estudo, Jordan Feld.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email