Atacado por Bolsonaro, isolamento no Brasil diminui

Os governos de estado do Rio de Janeiro e de São Paulo têm expressado uma crescente preocupação visto que suas ordens pelo isolamento social perdem efetividade

Rio de Janeiro - Setores do comércio fechados durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).
Rio de Janeiro - Setores do comércio fechados durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

São Paulo (Reuters) - Os isolamentos na maior cidade do Brasil, para desacelerar a crise do coronavírus, começaram a diminuir, de acordo com novos dados vistos e analisados pela Reuters nesta semana, com mais pessoas deixando suas casas, à medida que o presidente Jair Bolsonaro continua criticando as medidas.

Os governos de estado do Rio de Janeiro e de São Paulo têm expressado uma crescente preocupação visto que suas ordens pelo isolamento social perdem efetividade, mesmo com a pandemia de coronavírus se espalhando para cerca de 16.000 casos confirmados e 800 mortes.

Leia a íntegra, em inglês, na Reuters. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email