Atrasado na vacinação, Brasil é terreno propício para o surgimento de novas cepas da Covid-19

Péssima gestão do governo Bolsonaro fez com que o Brasil, com menos de 3% da população mundial, registrasse mais de 12% das mortes pela doença

(Foto: Reuters | Midia Ninja)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Uma reportagem do jornal Valor Econômico aponta que o Brasil poderá vir a ser o celeiro de novas cepas da covid-19, em razão da péssima gestão na área de saúde pelo governo de Jair Bolsonaro. “Não temos como afirmar categoricamente que uma variante que resista a vacinas vá surgir no Brasil. Vírus mutam o tempo todo. Algumas dessas mutações podem nos ser favoráveis, outras não. Mas, em tese, a possibilidade existe, e precisamos trabalhar com diferentes cenários de risco”, afirma José Gomes Temporão, médico sanitarista da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e ex-ministro da Saúde.

A possibilidade, no entanto, já pode ter ocorrido. “A falta de exigências para entrada de estrangeiros e de medidas preventivas nas fronteiras já podem ter aberto essa passagem”, diz Adriano Massuda, professor e pesquisador do Centro de Estudos em Planejamento e Gestão de Saúde da FGV-EAESP.  O Brasil contabilizava, até este sábado, 16,7% da população vacinada com ao menos uma dose. O percentual posiciona o país em 9ª lugar entre 10 países, segundo o site Our World in Data (Oxford). Já no quadro que mostra a vacinação completa, o país tem 7,9% das pessoas imunizadas e permanece na mesma colocação.

Saiba como apoiar o documentário "A história secreta da cloroquina", que será produzido por Joaquim de Carvalho, na TV 247.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email