Brasil chega a 20 dias seguidos com média móvel de mortes pela Covid-19 acima de 1.000

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.340 novos óbitos, elevando o total de mortes para 233.588 e a média móvel para 1.029

Coveiros com trajes de proteção enterram pessoa que morreu infectatada pelo novo coronavírus
Coveiros com trajes de proteção enterram pessoa que morreu infectatada pelo novo coronavírus (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O Brasil chegou nesta terça-feira, 9, ao vigésimo dia consecutivo com o número de mortes causadas pela Covid-19 acima de mil.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.340 novos óbitos, elevando o total de mortes para 233.588 e a média móvel para 1.029. Os números são do consórcio de imprensa.

Este é o segundo período mais longo com média de mortes causadas pela pandemia acima de mil no país. A maior sequência ocorreu entre 3 de julho e 2 de agosto, totalizando 31 dias. Neste intervalo, a média móvel de mortes chegou ao seu recorde: 1.097.

Em casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, o Brasil aproxima-se da marca de dez milhões. Desde o começo da pandemia 9.602.034 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 51.733 desses confirmados no último dia.

O consórcio atualizou também o número de pessoas vacinadas no Brasil: 4.052.986 brasileiros já receberam a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. Este número representa 1,91% da população brasileira.

Além destas, 49.546 pessoas já receberam duas doses da vacina (0,02% da população do país), nos estados de Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Sergipe e também no Distrito Federal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email