Brasil chega a 800 mortes e 15.927 casos de coronavírus, diz Ministério da Saúde

Nas últimas 24 horas foram registradas mais 133 mortes, um recorde diário, e 2.210 casos confirmados do novo coronavírus

Médicos atendem paciente com Covid-19
Médicos atendem paciente com Covid-19 (Foto: Feature China / Barcroft Media)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O balanço sobre a COVID-19 no Brasil divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (8) mostrou que o país chegou a 800 mortes causadas pela doença e contabiliza no momento 15.927 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Nas últimas 24 horas foram registradas mais 133 mortes, um recorde diário, e 2.210 casos confirmados do novo coronavírus. A taxa de letalidade da COVID-19 no país está em 5%.

O Ministério da Saúde salienta, no entanto, que o número de casos pode ser ainda maior devido a falta de testes suficientes. São Paulo, o estado mais populoso, continua sendo o mais atingido pelo novo coronavírus.

Nesta quarta-feira (8), o secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, admitiu que existe subnotificação de casos leves de coronavírus no estado.

"Aqueles pacientes que estão em casa, que não farão exames, acabam gerando uma subnotificação em todo o sistema, algo que ocorreu no mundo inteiro da doença, do Covid-19, onde 80% dos pacientes não se faz nada com eles, não existe tratamento, não é feito tratamento ou investigação. Pode passar no médico, faz uma consulta e fica por isso mesmo. Então não tem essa notificação [dos casos leves]", disse Germann, citado pelo portal G1.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email