Cientista russo comenta sobre o 'melhor amigo' e o 'pior inimigo' do coronavírus

O cientista russo Vsévolod Beloúsov, chefe do Laboratório de Tecnologias Moleculares do Instituto de Química Bioorgânica da Academia Russa de Ciências, explicou qual é o fator chave na transmissão do coronavírus

(Foto: Dado Ruvic / Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "As pessoas frequentemente perguntam se o vírus é transmitido através de objetos, maçanetas, botões de elevador. A resposta não é tão óbvia. Tudo depende da umidade desses objetos e do ar", escreveu o biólogo Vsévolod Beloúsov em sua página do Facebook.

Ele também disse que "a possibilidade de se infectar com a superfície de objetos secos é muito limitada, já que essa não é a principal via de transmissão". No entanto, isso não nos isenta da necessidade de lavar bem as mãos.

De acordo com Beloúsov, o principal inimigo do vírus é sabão ou qualquer outro detergente, que mata instantaneamente sua bicamada lipídica. Ao mesmo tempo, o principal amigo do vírus é a umidade.

"O vírus não pode viver em um ambiente não úmido. A secagem o mata tão efetivamente quanto um detergente ou álcool. É por isso que a transmissão do vírus ocorre por gotículas no ar. Não são as partículas de vírus que voam no ar, mas gotas microscópicas, cada uma contendo centenas e milhares de partículas virais ", afirmou.

"Quanto mais úmido o ar, maior a possibilidade de infecção. Qualquer fluxo de ar, por exemplo durante a ventilação, seca as gotas e mata o vírus", explica o especialista, embora ele avise que o ar muito seco também não é bom para o trato respiratório.

O cientista acrescentou que as possibilidades de contrair o coronavírus a uma distância de vários metros são muito limitadas e que o uso de máscaras protetoras as reduz ainda mais. "A probabilidade de infecção a uma distância de um metro é muito alta, mas as máscaras  reduzirão essa probabilidade", concluiu Beloúsov, segundo Russia Today.
 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247