Clínicas privadas oferecem vacina não aprovada por R$ 1,4 mil

Clínicas privadas de saúde estão criando listas de espera para vender vacinas contra a Covid-19. O imunizante oferecido é a Covaxin, da Índia, que ainda não tem aprovação pela Anvisa

(Foto: REUTERS / Adnan Abidi)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Clínicas privadas de saúde estão criando listas de espera para vender vacinas contra a Covid-19, segundo informações da CNN. A lista é para vacinar com a Covaxin, da Índia, imunizante que ainda não tem autorização de uso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Reportagem da CNN informou que as duas doses saem por cerca de R$ 1.450,00. Segundo a CNN Brasil, um dos distribuidores da vacina estaria prometendo a disponibilidade do imunizante nas clínicas particulares a partir do final de abril.

Testes no Brasil

Quem produz o imunizante é a Bharat Biotech, que apenas começou a buscar com a Anvisa a viabilidade de iniciar um estudo clínico da Covaxin no Brasil.

O Instituto Albert Einstein anunciou na quarta-feira, 3, que fechou um acordo para realizar estudos de fase 3 da vacina Covaxin.

Os testes devem começar em março e durar de 45 a 90 dias e serão realizados na cidade de São Paulo. A vacina Covaxin deve ser aplicada em duas doses, com intervalo de 28 dias entre elas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email