Com seis estados sem imunizante para segunda dose, Queiroga diz que Brasil tem "excesso de vacinas"

Há falta, principalmente, de AstraZeneca para a segunda dose. São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo e Rio Grande do Norte relatam estar sem estoque do imunizante para completar calendário vacinal da população

Marcelo Queiroga
Marcelo Queiroga (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira (15) que o Brasil registra "excesso de vacinas", apesar de a vacinação da segunda dose atrasada em ao menos seis estados, principalmente por falta do imunizante da AstraZeneca.

"Há excesso de vacina na realidade. O Brasil já distribuiu 170 milhões de doses de vacinas, 210 milhões já foram aplicadas, hoje nós já temos doses pra vacinar todos os brasileiros acima de 18 anos com a primeira dose, agora, naturalmente, há um anseio de avançar, por exemplo, nessa dose de reforço, ou terceira dose, naqueles indivíduos que são mais vulneráveis", disse o ministro. 

Queiroga esteve Aeroporto Internacional de Guarulhos para entrega de novo lote de vacinas da Pfizer que serão enviadas aos estados.

PUBLICIDADE

Os estados de São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo e Rio Grande do Norte enfrentam problemas para completar a vacinação da população contra a Covid-19.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email