Com subnotificação, casos de coronavírus no Brasil já estariam acima de 1,2 milhão, estima grupo da USP

De acordo com estimativas da USP, o número total de infectados pelo coronavírus no Brasil teria chegado a 1.201.686 (podem variar entre 957.085 e 1.494.692) em 28 de abril se considerados os casos subnotificados

(Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O número total de infectados pelo coronavírus no Brasil teria chegado a 1.201.686 (podem variar entre 957.085 e 1.494.692) em 28 de abril se considerados os casos subnotificados. A quantidade é 16 vezes maior que o oficial naquela data, de 73.553, que leva em conta somente doentes graves e mortos (os casos de pessoas que sofreram internação).

Esse número supera o oficial dos Estados Unidos, o país mais atingido até agora pela pandemia, com ao menos 1,065,956 de casos. Os relatos foram publicados no jornal O Globo.

De acordo com o especialista em modelagem computacional Domingos Alves, "falamos de ter ultrapassado em mortos a China, mas estamos em casos totais próximos dos EUA, mesmo tendo cerca de dois terços da população americana e tendo começado a sofrer com a epidemia um mês depois". 

"Na verdade, se considerados os casos subnotificados de óbitos, também ultrapassamos a China há cerca de duas semanas", afirma ele, integrante do grupo e líder do Laboratório de Inteligência em Saúde (LIS) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP). 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247