Coronavírus é 'tão mortal quanto ebola' em casos de internação, diz estudo

Pessoas internadas em hospitais por conta do novo coronavírus têm a mesma probabilidade de morrer do que aquelas hospitalizadas pelo vírus do ebola, segundo nova pesquisa conduzida no Reino Unido

Profissionais de saúde com roupa de proteção prestam homenagem a colegas mortos pelo novo coronavírus em Manaus 27/04/2020
Profissionais de saúde com roupa de proteção prestam homenagem a colegas mortos pelo novo coronavírus em Manaus 27/04/2020 (Foto: REUTERS/Bruno Kelly)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pessoas internadas em hospitais por conta do novo coronavírus têm a mesma probabilidade de morrer do que aquelas hospitalizadas pelo vírus do ebola, segundo nova pesquisa conduzida no Reino Unido. A informação é do portal BBC Brasil. 

Trata-se do maior estudo da Europa analisando casos de covid-19, incluindo dados de 16.749 pacientes internados no Reino Unido. No entanto, o estudo, divulgado na plataforma medRxiv, não passou ainda pelo processo de peer review — ou revisão por pares, quando outros especialistas analisam anonimamente o trabalho dos autores antes da publicação.

De acordo com a pesquisa, pelo menos um terço dos pacientes internados com covid-19 morrem. Dos casos analisados:

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247