Coronavírus: estudo confirma subnotificação de casos no Brasil

Número de casos classificados como “não-especificados” no início do surto de coronavírus no Brasil era de 15.752, com 42.817 aguardando por investigação

14º no ranking do coronavírus, Brasil é o que menos testa dentre os 15 com mais casos
14º no ranking do coronavírus, Brasil é o que menos testa dentre os 15 com mais casos (Foto: REUTERS / Shannon Stapleton)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) noticiado nesta quinta-feira (23) confirma a subnotificação dos casos de coronavírus no Brasil. O sistema Infogripe de monitoramento revela que mais de 70% dos testes realizados para síndromes respiratórias têm identificado a presença da Covid-19 nos pacientes, mas apenas uma pequena fração de suspeitas foram testadas. A informação é do portal G1

“Não se está conseguindo dar o diagnóstico correto para as pessoas. Você não tem o teste para se contrapor ao número do governo”, disse o sanitarista Tulio Batista Franco, da Universidade Federal Fluminese.

A reportagem acrescenta que os dados do próprio Ministério da Saúde demonstram que até a segunda metade do mês de fevereiro, que marcou o início dos casos da Covid-19 no Brasil, cerca de 8,3 mil pacientes hospitalizados com o quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) haviam sido notificados para a doença, e apenas 1.925 para outro vírus.  No total, 15.752 casos foram classificados no período como “não-especificados” enquanto 42.817 aguardavam por investigação. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247