Coronavírus: OMS considera cada vez mais improvável segunda grande onda

Apesar da perspectiva positiva, a diretora de Saúde Pública da OMS pediu à população para não ficar "paranoica ou excessivamente relaxada" e que "aprendesse a viver com doenças infecciosas"

The headquarters of the World Health Organization (WHO) is pictured in Geneva, Switzerland, March 22, 2016.
The headquarters of the World Health Organization (WHO) is pictured in Geneva, Switzerland, March 22, 2016. (Foto: REUTERS/Denis Balibouse)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- A diretora de Saúde Pública da Organização Mundial da Saúde (OMS), María Neira, afirmou nesta segunda-feira (25) que estudos realizados estão descartando uma possibilidade de acontecer uma segunda onda da Covid-19 no mundo. A informação é da Agência EFE

No entanto, María Neira pediu que a população não fosse "paranoica ou excessivamente relaxada" e que "aprendesse a viver com doenças infecciosas", acrescenta a reportagem.

"Existem muitos modelos que avançam com grande probabilidade. Vão desde um crescimento pontual até uma onda significativa, mas essa última possibilidade está sendo descartada cada vez mais. Estamos muito melhor preparados em todas as áreas", afirmou a diretora da OMS.

María Neira declarou que "diminuímos de tal forma a taxa de transmissão que o vírus terá dificuldade em sobreviver. Devemos ter muito cuidado em afirmar se esse é o fim da onda, mas os dados pelo menos nos mostram que a transmissão e a explosão da primeiras semanas foram evitadas". Contudo, a médica ainda ressaltou que "vale a pena não fazer muitas previsões, pois as próximas semanas representarão uma fase muito crítica".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247