Dados indicam fim da pandemia em um mês, com exceção de países como o Brasil

Os especialistas acreditam que, caso não haja um forte avanço, a pandemia pode terminar em um mês

(Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

RFI - Sites de instituições de referência, como a Universidade Johns Hopkins e Worldometers mostram claramente a tendência mundial: os casos de pneumonia ligados à covid-19 e as mortes decorrentes do vírus estão diminuindo em números absolutos. Os especialistas acreditam que, caso não haja um forte avanço, a pandemia pode terminar em um mês.

Paradoxalmente à essa tendência, na quarta-feira (20), a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciava que as contaminações tinham ultrapassado 5 milhões de casos no mundo. Esse avanço se deve a um número recorde de novos casos em quatro países: Brasil, Rússia, Arábia Saudita e Estados Unidos.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247