Em plena pandemia, governo deixa Anvisa sem três diretores e impossibilitada de tomar decisões colegiadas

Apesar do mandato interino dos três diretores terem acabado no domingo, 4, Jair Bolsonaro não indicou novos nomes até o momento

ANVISA
ANVISA (Foto: ANVISA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em plena pandemia do novo coronavírus, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está sem três dos cinco diretores que compõem a agência e, com isso, não pode tomar decisões colegiadas, como a edição de normas relativas a medicamentos. O quórum mínimo é de pelo menos três diretores.

Apesar do mandato interino dos três diretores terem acabado no domingo, 4, Jair Bolsonaro não indicou novos nomes até o momento. A reunião colegiada prevista para quarta-feira, 7, pode não ocorrer, caso não seja indicado pelo menos um novo diretor substituto.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247