Estudantes da PUC desenvolvem cateter que libera mais oxigênio e reduz demanda por UTI

O cateter dos estudantes gaúchos libera 4 vezes mais oxigênio por minuto do que os tradicionais. O aparelho conseguiu diminuir em um terço a necessidade da intubação de pacientes com casos graves Covid-19 em hospital no Rio Grande do Sul

(Foto: Reprodução/CNN)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Estudantes da PUC do Rio Grande do Sul desenvolveram um cateter para pacientes da Covid-19. O objeto consegue aumentar em até quatro vezes o fluxo de oxigênio, diminuindo a demanda por respiradores.

Desta forma, o aparelho pode ajudar a impedir a superlotação dos hospitais em meio à pandemia. 

A peça é feita em impressora 3D e foi criada por alunos de medicina e do laboratório de inovação da PUC-RS.

O cateter conseguiu diminuir em um terço a necessidade da intubação de pacientes com casos graves Covid-19 no hospital São Lucas da PUC-RS e resultou também na diminuição da demanda por respiradores e por leitos de UTI no local.

Enquanto os cateteres tradicionais liberam 15 litros de oxigênio por minuto, os dos estudantes gaúchos liberam 60 litros de oxigênio por minuto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email