EUA não podem culpar outros países pela disseminação da Covid-19, diz mídia chinesa

Os EUA ainda não controlaram a pandemia dentro do país e se tornaram um ponto fraco no combate global contra a Covid-19, mas responsabilizam os outros

EUA subnotificaram casos de Covid-19
EUA subnotificaram casos de Covid-19 (Foto: Petty Officer 2nd Class Erwin Ja)
Siga o Brasil 247 no Google News

Rádio Internacional da China - Cientistas norte-americanos descobriram que o número de casos infectados pelo novo coronavírus no país pode estar subestimado em até 60%, isto é, um total de 65 milhões de habitantes dos EUA podem estar contagiados, conforme as recentes estimativas da revista Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America.  

Através da análise desta cifra pode-se perceber que os EUA ainda não controlaram a pandemia dentro do país e se tornaram um ponto fraco no combate global contra a COVID-19. Além disso, o governo norte-americano não adotou medidas efetivas para controlar a saída do país, causando a disseminação do novo coronavírus para outras regiões do mundo. 

Dando uma olhada retrospectiva à evolução da pandemia nos EUA, podemos descobrir que casos de Covid-19 já haviam sido registrados em 2019 no país. O governo norte-americano, porém, escondeu deliberadamente a situação e reprimiu os cientistas que emitiam alertas. A administração norte-americana optou por negligenciar os comunicados da China e da Organização Mundial da Saúde, o que levou o país a perder várias chances para prevenir o surto. 

PUBLICIDADE

Perante a disseminação pandêmica, os políticos norte-americanos não se responsabilizaram pela saúde tanto dos próprios cidadãos como dos povos do mundo. Dados oficiais mostram que entre abril de 2020 e março de 2021, mais de 23 milhões de estadunidenses saíram do país via meios aéreos ou terrestres. 

Em março do ano passado, o premiê australiano, Scott Morrison, afirmou que entre os casos diagnosticados da Austrália, 80% haviam sido importados ou relacionados a pessoas do exterior, a maioria dos quais provenientes dos EUA. Estatísticas do Canadá também revelaram que o novo coronavírus no país foi trazido por viajantes norte-americanos. 

PUBLICIDADE

Os países latino-americanos, vizinhos dos EUA, também foram vítimas da exportação da pandemia. Uma das principais razões é que o governo estadunidense repatriou um grande número de migrantes ilegais sem ter realizado testes de ácido nucleico. 

Adicionalmente, as operações militares, as bases militares e os laboratórios biológicos norte-americanos em outros países também impõem ameaças graves à prevenção e controle da pandemia no mundo.

PUBLICIDADE

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email