Famílias realizam filas para comprar oxigênio em empresas privadas em Manaus

A capital amazonense enfrenta um colapso no sistema de saúde, com leitos de UTI lotados e hospitais com falta de oxigênio para tratar os pacientes com Covid-19 - muitos estão sendo enviados para outros estados para serem tratados

Fila para comprar oxigênio em Manaus
Fila para comprar oxigênio em Manaus (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em Manaus, capital do estado do Amazonas, famílias com doentes realizaram uma fila, madrugando de sexta-feira, 15, para sábado, 16, em frente a uma empresa privada fornecedora de oxigênio, para tentar comprar o produto, que está em falta nos hospitais. Empresas, porém, também esperam reposição.

"Já estamos na fila há mais de 24h. Nossa empresa tem mais de 23 pacientes internados em casa, home care, com Covid. Eles estão falando que não tem gás de oxigênio, mas tem sim. De hora em hora você vê carro entrando, mas a população toda está desorientada sem saber o que fazer", relatou um cidadão, segundo o G1.

"Não dormi, não fui em casa, só me alimentei porque o pessoal da igreja tá vindo aqui, trazendo alimentos, água, sopa. Mas não 'arredei' o pé daqui. Quando chegam, dizem que não tem, nunca tem, mas chegam carros privados e saem com cilindros”, contou outro.

A capital amazonense enfrenta um colapso no sistema de saúde, com leitos de UTI lotados e hospitais com falta de oxigênio para tratar os pacientes com Covid-19 -  muitos estão sendo enviados para serem tratados em outros estados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email