Governo quer testar vermífugo em pacientes assintomáticos da covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, espera testar a nitazoxanida em ao menos 300 voluntários que contraíram a doença e ainda não apresentaram sintomas

(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) deu início, na segunda-feira (8/6), a um protocolo experimental para testar o vermífugo nitazoxanida em pacientes diagnosticados com covid-19, mas que estão assintomáticos. Segundo o ministro Marcos Pontes, a pasta quer fazer os testes clínicos em ao menos 300 voluntários. A informação é do portal Correio Braziliense. 

Segundoa a reportagem, Pontes anunciou a novidade durante reunião ministerial com o presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (9). “Por que é importante esse protocolo? Porque conseguimos medir a carga viral do início do protocolo e ao longo do tratamento, que dura cinco dias, e mais nove dias de observação. Conseguindo demonstrar que o remédio funciona para a redução dessa carga viral, nós temos uma arma poderosíssima contra os efeitos da covid”, comentou o ministro.

Em abril, o MCTIC informou que a nitazoxanida apresentou 94% de eficácia em ensaios in vitro na redução da carga viral em células infectadas pelo novo coronavírus. O medicamento também está em teste em pacientes que já apresentaram algum grau de sintoma, como febre ou pneumonia. A pasta, contudo, ainda não chegou a resultados concretos. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247